(47) 9 9718-6687

Uma das preocupações do Conselho Federal de Medicina é impedir que a medicina seja vista meramente como atividade mercantil. Em razão disso, há várias normas éticas disciplinando a publicidade médica e exigindo cautela nas suas publicações em redes sociais, para não infringir o Código de Ética Médica (CEM).

O artigo 75 do CEM trata da publicidade médica e apresenta duas condutas tipificadas como infrações éticas: fazer referência a casos clínicos identificáveis e exibir pacientes ou seus retratos.

É importante ressaltar que a proibição ética permanece mesmo se o paciente tiver autorizado a exibição da imagem, e para a caracterização da infração ética não é necessário que a referência/exibição tenha causado dano ao paciente.

No site do Conselho Federal de Medicina existem inúmeras decisões condenatórias versando sobre o conteúdo do art. 75. Dessas decisões, a pena mais aplicada é a de “censura pública em publicação oficial”, ou seja você tenta fazer um marketing médico e acaba sendo censurado publicamente,  ao invés de atrair clientes você pode acabar afastando-os.  Cuidado sempre!