Tempo mínimo de duração da consulta médica

interromper tratamento médico odontológico
Como o paciente pode pedir a suspensão do tratamento
maio 20, 2020
Divulgar especialidade médica sem registro no CRM é INFRAÇÃO ÉTICA
maio 21, 2020
Mostrar tudo

Tempo mínimo de duração da consulta médica

tempo mínimo de duração da consulta médica

A duração de uma consulta médica pode variar, mas minutos a mais em um atendimento podem representar horas a menos em uma audiência.

Muitos pacientes comparam o seu problema e tratamento com o de pessoas próximas, ou com casos apresentados na internet (Dr. Google). Alguns pacientes não têm noção de que cada organismo responde de maneira diferente a um mesmo tratamento e, muitas vezes, pensa “se deu certo com outra pessoa e não deu comigo, deve ser erro médico”.

Na maioria dos processos médicos, não é encontrado erro médico, mas a falta de informação. Se o profissional não explicou direito que o tempo de recuperação é diferente para cada pessoa, o paciente cheio de expectativas e acaba se frustrando em algum aspecto.

Quando as informações não são claras e completas, o paciente fica com a sensação de que falta transparência. Muitos processos são evitados diariamente quando o médico se dedica a esclarecer todos os prós e contras do tratamento oferecido. Minutos a mais em atendimento representam horas a menos em audiências.

Confira abaixo 8 dicas para melhorar a comunicação com seu paciente:
1️. Não tenha pressa: pode parecer repetitivo, mas cada paciente é único e quer se sentir humano, respeite as limitações de compreensão de cada um);
2. Trate o paciente como “caso especial”: alguns problemas de saúde possuem sintomas tão evidentes que o médico consegue identificar o problema sem ao menos “tocar” no paciente. Mesmo que você tenha certeza do diagnóstico durante a anamnese, examine o paciente, demonstre que está analisando criteriosamente o caso dele;
3️. Pratique a empatia: coloque-se no lugar do outro para entender suas dúvidas e anseios;
4️. Seja sensível: para perceber o melhor momento para cada tipo de informação, dependendo da situação remarque a consulta;
5️. Dê opções: flexibilize horários e mostre alternativas de tratamento;
6️. Não economize informações: explique os procedimentos e suas consequências;
7️. Mostre-se acessível ofereça um canal de comunicação para o paciente.
8️. capriche no formulário. Gaste o tempo que for necessário nas anotações de exames, diagnósticos e evolução. Esse documento pode fazer a diferença entre uma condenação e um arquivamento de processo.

Fernanda Chaves
Especialista em Direito Médico e da Saúde
Atendimento no Brasil inteiro

Ficou com alguma dúvida, entre em contato comigo aqui pelo site ou pelo nosso Instagram ou Canal do Youtube:
Siga nosso canal no youtube:  https://bit.ly/direito-e-defesa-medica
Siga nosso instagram: www.instagram.com/advfernandachaves

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?